Arapongas: Campanha “16 Dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres” segue até o dia 10

Read Time:3 Minute, 3 Second

Aderindo à Campanha Internacional “16 Dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, Arapongas iniciou as atividades na última segunda-feira (25), com passeata pelo centro da cidade e ato solene com autoridades municipais e demais lideranças em frente à Prefeitura Municipal de Arapongas. Em continuidade, um cronograma extenso de ações que seguem até o dia 10 de dezembro, sob o tema: “‘’Pinte o mundo de laranja: geração igualdade contra o estupro!”, através da iniciativa da ONU Mulheres Brasil, Centro para Liderança Global das Mulheres, com a participação de entidades, municípios, clubes de serviços, instituições e comunidade civil.

Em Arapongas, as atividades envolverão pit stops, exposições itinerantes, palestras sobre segurança das mulheres, além da campanha “Laço Branco” – que visa a conscientização dos homens contra a violência em suas diferentes esferas (física, sexual, psicológica, entre outras).

De acordo com a coordenadora da Patrulha Maria da Penha de Arapongas, Gm Denice Amorim, é importante que todos estejam engajados nesta causa nobre. “ Essa é uma questão urgente, na qual, toda a sociedade deve participar, para que consigamos a cada dia, combater a violência contra as mulheres. É preciso uma mudança urgente de postura da sociedade. A violência contra as mulheres mata, e não podemos nos calar. Por isso, mobilizamos a todos que participem conosco em uma luta justa, por direitos e segurança”, enfatiza. Conforme relatório recente, Em 2019, já foram instaurados em Arapongas 282 inquéritos decorrentes de violência doméstica contra a mulher e 268 medidas protetivas foram deferidas pelo Judiciário. Após a implantação da Patrulha Maria da Penha, já foram realizados 1.373 atendimentos, sendo efetuadas 81 prisões em flagrante. Somente neste ano, a Guarda Municipal, através da Patrulha, já realizou 333 atendimentos, dos quais 12 agressores foram presos em flagrante por descumprir medida protetiva.

Em caso de violência contra a mulher: DENÚNCIE.  Nas situações em que existam medidas protetivas, as vítimas devem ligar: 153 ou 0800-645-9060 (GUARDA MUNICIPAL). Nos casos em que não há medida protetiva: 190 (POLÍCIA MILITAR).

CONFIRA O CRONOGRAMA DE ATIVIDADES E PARTICIPE!

“16 Dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”

26/11 e 27/11 – 9h00 as 17h00/ Caixa de sugestões, material informativo, depoimentos impressos de vítimas, cartazes, banners, entre outros. LOCAL: Av. Arapongas/ CRAS Zona Sul.

27/11 – Ônibus Lilás – Zona Sul 08h00 as 12h00 Praça Matriz 13h30 as 16h30/ Atendimentos social, psicológico e jurídico. LOCAL: CRAS Zona Sul e Praça da Matriz.

28/11 e 29/11 – Exposição itinerante – 9h00 as 17h00/ Caixa de sugestões, material informativo, depoimentos escritos de vítimas, cartazes, banners, etc. LOCAL: Prefeitura Municipal.

02/12 – Exposição itinerante – 9h00 as 17h00/ Caixa de sugestões, material informativo, depoimentos escritos de vítimas, cartazes, banners, etc. LOCAL: CRAS CSU.

03/12 – Exposição itinerante – 9h00 as 17h00/ Caixa de sugestões, material informativo, depoimentos escritos de vítimas, cartazes, banners, etc. LOCAL: CISAM.

04/12 e 05/12 – Exposição Itinerante – 9h00 as 17h00 – Caixa de sugestões, material informativo, depoimentos escritos de vítimas, cartazes, banners, etc. LOCAL: CRAS Del Condor.

05/12 – Palestra – Violência de Gênero / Lei Maria da Penha – às 15h00. LOCAL: Guarda Mirim.

06/12 – Campanha Laço Branco – Conscientização do homem panfletagem/ orientações/ Laços brancos – das 13h30 às 15h30. LOCAL: Avenida arapongas.

07/12 – Exposição Itinerante/ Caixa de sugestões, material informativo, depoimentos escritos de vítimas, cartazes, banners, etc. Das 9h00 as 12h00. LOCAL: Praça da Matriz.

09/12 e 10/12 – Exposição Itinerante – Caixa de sugestões, material informativo, depoimentos escritos de vítimas, cartazes, banners, etc. Das 9h00 as 17h00. LOCAL: Delegacia da mulher.

10/12 – Encerramento – Café para elas. Às 09h00.
LOCAL: Delegacia da mulher.

Fonte: Prefeitura de Arapongas

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Previous post PCPR elucida 100% dos desaparecimentos de pessoas registrados neste ano na Capital
Next post Arapongas: Abertura do Joema acontece nesta sexta-feira