Arapongas: Cemear realiza I Encontro com Professores Regentes das Escolas Municipais

Read Time:2 Minute, 37 Second

A Secretaria de Educação, através do Centro Municipal Especializado de Arapongas (CEMEAR) realizou na noite de ontem (21), no Auditório do Teatro Vianinha, o I Encontro com Professores regentes das Escolas Municipais que atuam com alunos portadores de deficiência intelectual e limitações específicas. O evento cujo tema central foi: “Pedagógica para Alunos Limítrofes e Deficiência Intelectual”, tratou da elaboração de propostas a serem implementadas no ensino a esses alunos, através de conceitos básicos, bem como, metodologias diferenciadas, para melhor desenvolvimento em sala de aula.

“O conteúdo fez a abordagem do tema sobre aprendizagem e memória, sendo que a memória operacional é fundamental para o processo de aprendizagem, compreensão da linguagem, raciocínio lógico e resolução de problemas, além de ser essencial para melhor desenvolvimento no trabalho e estudos”, diz a gerente Administrativa do Cemar,  Katia Tavares Meserlian.

Nova metodologia

Entre as novas propostas educacionais, o grupo explanou também sobre a utilização da metodologia “Mindfulness” (atenção plena) – que trata da concentração no momento presente, com a mente aberta e disposta a entender o que acontece em volta e dentro de cada indivíduo. “Significa viver no presente (o que difere do ato de pensar no presente) sem fazer juízo, ignorando tudo, e não se deixando levar pelas pressões do dia a dia”, explica Kátia.  Ainda conforme ela, as terapias baseadas em Mindfulness (TBMs), nos últimos 30 anos, têm sido amplamente incorporadas, tanto na área da psicologia, quanto na medicina, em razão de benefícios proporcionados à saúde física e mental.

No Brasil, a Portaria nº 849, de 27 de março de 2017, do Ministério da Saúde, incluiu a “meditação” à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. De acordo com o texto de sua fundamentação. Profissionais reconhecem a meditação como abordagem de cuidado e muitos Estados e Municípios têm esse tipo de prática instituída em sua rede de saúde. Pesquisas têm apontado para um efetivo benefício na qualidade de vida das pessoas que são submetidas às intervenções de programas que utilizam as técnicas de Mindfulness.

“Acreditamos nesta proposta, visto que, as crianças ficam cansadas, são facilmente distraídas e inquietas. Muitas crianças têm coisas demais para fazer e tempo de menos para apenas “ser”. Elas crescem rapidamente. Às vezes, têm que equilibrar muitos situações ao mesmo tempo: social e emocionalmente, em casa e na escola. Ao praticar a concentração no presente e a consciência, as crianças aprendem a fazer uma breve pausa, a tomar fôlego, percebendo o que precisam naquele instante. Isso permite que saiam do “piloto automático”, identifiquem seus impulsos e aprendam que nem tudo na vida é bom e legal”, concluiu a gerente administrativa do Cemear.

Atualmente, o Cemear oferece atendimento educacional especializado para crianças portadoras de deficiência, acolhendo atualmente cerca de 60 alunos em salas de Educação Especial e 250 em Salas de Recursos, implementadas em 20 escolas da Rede Municipal de Ensino. Sua equipe é composta pelas profissionais: especialista em Educação Especial, Cíntia Cristina Demele Gasparino Percinoto, Mariana Alice Zanetti Alves, Vera Lúcia Precinotto Maschette, psicólogas, Ana Carolina Farias,  Paschoal e Clarissa Bergonci Gouveia e Secretária, Solange de Fátima Grigoletto Straparava.

Fonte: Prefeitura de Arapongas

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Previous post Arapongas: Exposição sobre Folclore Brasileiro vai até o dia 23
Next post Arapongas: Comissão discute ações de fortalecimento para o Outubro Rosa e Novembro Azul