Sercomtel Telecomunicação anuncia plano de demissão voluntária

Read Time:2 Minute, 21 Second

A Sercomtel Telecomunicações anunciou a realização de um Plano de Demissão Voluntária (PDV) para os funcionários nesta segunda-feira (25). A empresa municipal de Londrina, no norte do Paraná, foi comprada em 2020 pelo fundo Bourdax .

O plano pode ser aderido por qualquer um dos 450 funcionários, não importando o cargo, estabilidade, função ou forma de contratação, e serão disponibilizados R$ 25 milhões para acertar os valores com os empregados.

A Sercomtel afirma que pagará os planos de saúde das pessoas que aderirem ao PDV por oito meses.

O funcionário que tiver interesse em aderir ao PDV deverá solicitar a inclusão no programa de quarta-feira (27) até o dia 2 de fevereiro. O presidente da Sercomtel, Márcio Tiago Arruda, afirmou que não há uma quantidade definida de funcionários que entrarão no plano.

“Isso vai depender dos valores a serem pagos a cada colaborador, já que o plano prevê o pagamento escalonado, de acordo com o tempo de casa e salário que cada um recebe”, explicou.

O plano será encerrado assim que o valor disponibilizado pela empresa para o programa ser preenchido.

A Sercomtel informou ainda que o objetivo é pagar além das verbas rescisórias obrigatórias com o pedido de demissão, também uma indenização que pode chegar a 18 remunerações, que vai variar conforme o tempo de serviço.

O presidente Márcio Tiago Arruda afirmou que as demissões são necessárias para que a empresa volte a crescer e ser competitiva no setor.

Venda da Sercomtel

A Bordeaux Fundo de Investimentos arrematou o controle da Sercomtel Telecomunicações por R$ 130 milhões em leilão realizado em agosto na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

A mudança do controle acionário envolveu as operações de telefonia celular e fixa e a internet. A Sercomtel Iluminação permanece sob o controle da Prefeitura de Londrina. Pelo acordo de venda, a empresa de call center da Sercomtel também fica sob o controle da prefeitura.

Prejuízo milionário

O leilão foi a alternativa encontrada pela prefeitura para parar de ter prejuízos com a empresa.

Um balanço divulgado em 2020 mostrou que em 2019 a Sercomtel Telecomunicação teve um prejuízo líquido de R$ 22,9 milhões. O resultado foi justificado principalmente com a queda da receita na ordem de R$ 14,3 milhões.

Além disso, confirme a companhia, a estimativa de eventuais desembolsos para cobrir ações judiciais classificadas como perda provável cresceu de R$ 55 milhões para R$ 72,1 milhões entre 2018 e 2019.

A Sercomtel também foi alvo de um processo de caducidade, aberto pela Anatel, que poderia levar à perda da concessão para operar o serviço de telefonia. No entendimento da agência, a empresa não tinha mais condições financeiras de manter a operação.

Caso isso acontecesse, tanto a prefeitura quanto a Copel, que tinha ações da companhia, poderiam amargar um prejuízo de R$ 600 milhões.

Fonte: G1

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Previous post Até agora, 691 pessoas estão imunizadas contra a Covid-19 em Arapongas
Next post Vencimento do IPVA no Paraná começa nesta segunda