Apucarana: Túmulos com danos estruturais geram notificações

Read Time:1 Minute, 34 Second

A medida, segundo comunicado da autarquia, atinge mais de 200 concessionários que devem providenciar a regularização dos espaços com urgência junto à administração do cemitério

A Autarquia dos Serviços Funerários de Apucarana (Aserfa) está convocando titulares de terrenos no Cemitério Municipal Cristo Rei para sanarem irregularidades em relação à construção dos jazigos ou cujos túmulos estejam em estado de abandono. A medida, segundo comunicado da autarquia, atinge mais de 200 concessionários que devem providenciar a regularização dos espaços com urgência junto à administração do cemitério.

A notificação, esclarece o diretor-presidente da Aserfa, Marcos Bueno, segue recomendação do Ministério Público, fazendo parte de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pelo Município e que já resultou em diversas melhorias para os cemitérios municipais a partir da gestão Beto Preto/Júnior da Femac. “Solicitamos que os responsáveis por terrenos no Cemitério Cristo Reis verifiquem o estado de conservação dos túmulos para que as melhorias possam ser realizadas o quanto antes”, pede Bueno.

Os terrenos com irregularidades estão assinalados com um “X” em vermelho. “As pendências são diversas, desde a falta de uma calçada, uma tampa solta, queda de reboco, até mesmo o total abandono. Há ainda túmulos que estão sem o número de identificação, foto, nome e data da pessoa sepultada”, conta Marcos Bueno, diretor-presidente da Aserfa.

Ao identificar a necessidade de realizar a regularização do túmulo, a pessoa responsável deve procurar imediatamente o escritório da administração no próprio cemitério, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. “No ato, a pessoa já vai conseguir a autorização para realizar as obras necessárias”, informa Bueno.

Grande parte dos jazigos com irregularidades estruturais está com cadastramento desatualizado junto à administração municipal. “O que dificulta a notificação dos responsáveis via correspondência”, comenta o diretor da Aserfa. O contato com a autarquia pode ser feito via telefone 3422-1053.

Fonte: Prefeitura de Apucarana

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Previous post 776 milhões de alunos fora da escola por causa do Covid-19, diz UNESCO
Next post Arapongas: Patrulha Maria da Penha divulga relatório de atendimentos do 1º bimestre