Arapongas: INDÚSTRIA: Governo quer moveleiros de Arapongas integrando Centro de Inovação

Read Time:2 Minute, 31 Second

O polo moveleiro de Arapongas poderá ter um assento permanente no Centro de Inovação que o governo do Estado deve implantar ainda neste ano em Curitiba. Este foi um dos principais assuntos abordados durante reunião realizada na manhã desta sexta-feira (05), na Prefeitura de Arapongas. A reunião foi organizada pelo prefeito Sérgio Onofre, que convidou o diretor-presidente da Agência Paraná Desenvolvimento (APD), José Eduardo Bekin, e empresários do setor moveleiro. “O governo do Ratinho Júnior está projetando o Paraná para um grande salto em termo de tecnologia e novação e Arapongas, com o enorme potencial da sua indústria, não pode ficar de fora. Nesse sentido, a reunião teve um saldo muito positivo”, avaliou o prefeito. Também participaram do encontro o vice-prefeito e secretário de Obras, Jair Milani, e o secretário de Indústria e Comércio, Valdecir Tudino.

José Eduardo Bekin explicou que recentemente representantes da Microsoft estiveram em Curitiba, a convite de Ratinho Júnior, tratando de propostas que induzam o Paraná ao desenvolvimento de maneira mais célere e inovadora. O Centro de Inovação vai envolver a APD, a Celepar, o Banco Regional de Desenvolvimento (BRDE) e o Sebrae. Pela proposta, o Sima não precisará fazer investimentos. “O que nós queremos é que o polo moveleiro traga a sua dor, as suas inquietações para que possamos, numa ampla parceria, encontrar as melhores soluções levando em conta a cadeia produtiva”, assinalou Bekin. Ele se mostrou impressionado com o tamanho e a importância do polo moveleiro de Arapongas, com mais de 900 indústrias e responsável por 10% das exportações brasileiras.

Bekin lembrou o fato de o Paraná ter hoje 11 parques tecnológicos, centros de inovação e inúmeras startups que, apesar de sua importância, não estão se intercomunicando como deveriam. Para Bekin, cada segmento produtivo do estado poderá se beneficiar apresentando suas demandas estratégicas. Pela sua vocação agrícola, o Norte do Paraná já saiu na frente, por exemplo, diante da proposta de se transformar num polo de inovação em agritech (tecnologia aliada ao agronegócio). O trabalho engloba Celepar, BRDE, Fomento Paraná, Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento, as universidades estaduais e parcerias com a prefeitura e entidades da sociedade.  A proposta encontra respaldo no ecossistema de inovação implantado em Londrina, que já conta com mais de 400 startups.

O presidente do Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas (Sima), Antônio Irineu Munhoz, disse a Bekin que o segmento está disposto a participar do Centro de Inovação e que acredita na tecnologia como forma de alcançar permanentes avanços na área de logística, produção e vendas. Munhoz também pediu a intervenção de Bekin junto ao governador Ratinho Júnior para que sejam concluídas com maior rapidez as obras de duplicação no trecho Apucarana/Curitiba, frisando que cerca de 50% da matéria-prima utilizada pelos moveleiros de Arapongas passa por essa estrada. Os empresários também destacaram que as dificuldades econômicas que atingem o país desaqueceram as vendas e que o setor está retraído, precisando de apoio do governo para alavancar os negócios.

Fonte: Prefeitura de Arapongas

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Previous post Arapongas: I Festival de Artes Cênicas de Arapongas recebe Balett de Londrina neste sábado, com apresentação inédita
Next post Arapongas: Setor avícola quer apoio do Estado para se tornar ainda mais competitivo