Arapongas: Prefeito e Ministro da Saúde, assuntos: UPA, UBS (s) no Ulysses e Alto da Boa Vista

Read Time:1 Minute, 22 Second

Aumento no repasse de custeio para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a construção de mais duas unidades básicas de saúde (UBS), uma para o Ulysses Guimarães e outra para o Alto da Boa Vista. Essas foram as principais reivindicações do prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre, durante audiência nesta quarta-feira (03) com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “O ministro recebeu nossas reivindicações e ouviu atentamente nossa argumentação, mostrando-se bastante receptivo. Como médico pediatra e ex-secretário de Saúde de Campo Grande, certamente ele conhece bem as necessidades dos municípios”, afirmou Sérgio Onofre.

O prefeito esteve acompanhado pelo deputado federal Pedro Lupion e pelo seu assessor parlamentar, Radamés Bonora. Também participou da mesma audiência o prefeito de Curitiba, Rafael Greca. “O Lupion abraçou as nossas reivindicações também no Ministério da Saúde e tanto ele quanto o Radamés vão acompanhar passo a passo os desdobramentos. Nosso objetivo é inaugurar em breve o 24 Horas, mas seguir investindo em novas UBS para descentralizar e facilitar o atendimento básico para as famílias da periferia”, acrescentou Sérgio Onofre.

O prefeito avaliou a viagem a Brasília como uma das mais positivas do mandato. Na terça, ele teve encontro com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), com quem discutiu uma pauta municipalista, com o deputado federal Jerônimo Goergen (PPS-RS), que está articulando a reativação da Frente Parlamentar do Setor Moveleiro, e conseguiu, com apoio do deputado federal Pedro Lupion, a liberação de um ônibus para o transporte escolar, no valor de R$ 240 mil, e uma emenda de custeio, no valor de R$ 850 mil, para a Saúde.

Fonte: Prefeitura de Arapongas

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Previous post Arapongas se mantém em alerta contra a dengue
Next post APÓS CONFUSÃO Amauri Cardoso pede medida protetiva de distancia minima de Boca Aberta; Justiça nega